FATOS E FANTASIA SOBRE O ÓRGÃO
SEXUAL MASCULINO.



Quanto ao tamanho e crescimento.

Qual é o tamanho normal de um pênis?
Podemos afirmar antes de qualquer explicação, que todo homem tem o pênis em um tamanho normal e proporcional à sua constituição física. Embora exista grande preocupação quanto ao tamanho podemos alertar que o tamanho é uma preocupação folclórica instituída com o decorrer do tempo e pela associação que se fazia entre a potência sexual e tamanho do membro. As proporções que damos a seguir são estatísticas e baseadas nas pesquisas do Centro de Estudos e Pesquisas do Desenvolvimento da Sexualidade Humana. Em estado de flacidez o membro masculino varia de 6 à 12 cm., em estado de ereção varia de 14 a 20 cm. Os pênis que são menores em estado de flacidez reagem e tem um maior crescimento que os que são maiores em estado de flacidez.

Até que idade ocorre o crescimento do pênis?
A fase de maior crescimento do pênis é no período da puberdade, entre os 12 a 16 anos. Pudemos observar que existe em alguns pais uma excessiva preocupação quanto ao desenvolvimento do órgão sexual dos filhos e podemos alertar que na maior parte das vezes estas preocupações são alicerçadas em fantasias pessoais e raríssimas vezes em aspectos reais. Se você papai ou mamãe está com este tipo de preocupação, a melhor medida é procurar orientação de um Médico Urologista ou Endocrinologista, pois se esta preocupação for passada para o filho poderá ser geradora de sérios conflitos psicológicos.

Existe algum tipo de tratamento que aumente o tamanho do pênis?
Esta questão e dúvida é comum entre os homens adultos e, podemos alertar que não existem métodos ou tratamentos que aumentem o tamanho do pênis de um homem adulto que esteja dentro dos padrões de normalidade. Qualquer proposta ou divulgação de métodos neste sentido carece de validade. Se você tiver alguma dúvida em relação a esta questão, é melhor consultar um Médico Andrologista.

O pênis diminui de tamanho, se o homem tiver vida sexual ativa?
Esta questão é alicerçada em fantasias que não tem fundamento algum. Manter contatos sexuais ou ter vida sexual ativa só pode ter influência no aprimoramento da própria sexualidade e não tem qualquer influência no aumento ou diminuição do tamanho do membro. O pênis não é um corpo muscular que pode ser desenvolvido por meio de exercícios.

Quanto ao tamanho e função?
Qual é a relação entre tamanho do pênis e potência sexual ?

Esta é uma questão bastante comum e é alicerçada em fantasias sem fundamento. O tamanho do membro nada tem a ver com a potência sexual. A potência é determinada por fatores fisiológicos, emocionais e afetivos que não tem relação com o tamanho do membro. O homem potente sexualmente é aquele que obtém prazer em seus contatos sexuais e consegue gerar satisfação em sua parceira. As mulheres na vida sexual estão mais preocupadas com o aspecto emocional, afetivo e as carícias do contato. Para elas o afeto e as caricias são a maior fonte de prazer, portanto o tamanho do pênis é secundário e a capacidade do homem dar carícias e amor é a principal função.

Qual é a relação entre o tamanho do membro e o prazer sexual?
A resposta é nenhuma! O prazer sexual masculino é obtido por uma boa relação com a parceira, onde amor, afeto, carícias são primordiais. O homem pode e obtem satisfação sexual com qualquer tamanho de pênis.

Um homem que tenha o pênis pequeno pode levar uma mulher ao orgasmo?
Pelo que já esclarecemos é evidente que sim. A mulher não obtém prazer pelo tamanho do membro masculino, e sim pela sua capacidade de carícias, afeto e amor. Mais importante que o tamanho da varinha de condão é a mágica que ela é capaz de realizar.



Funcionamento do órgão sexual masculino.

Qual é o tempo normal de uma ereção?
Esta questão cria grande expectativa entre os homens mas podemos de imediato afirmar que não existe nenhum critério de normalidade quanto ao tempo de ereção. O tempo de ereção sofre influências diretas de vários fatores, portanto não pode ser mensurado. A ereção vai depender do estado de excitação do momento sexual, da tensão emocional e disposição física do dia, da carga de afeto investida na parceira ou na fantasia sexual, da quantidade de carícias dadas a parceira e recebidas dela, da ansiedade de desempenho e principalmente do bom entrosamento do casal. O importante é que a ereção ocorra em tempo suficiente para que tanto o homem quanto a mulher possam obter satisfação na ação sexual.

Se um homem não consegue ter ereção em um contato sexual, isto significa que ele esteja ficando impotente?
Não! Falhar em alguma experiência sexual por não conseguir obter ou manter o estado de ereção é um fato bastante comum. Causa medo em alguns homens por ir contra as expectativas do cumprimento do " papel de macho ". Papel fantasioso que coloca o homem como uma máquina de sexo e em muitos casos, impede o bom desempenho e uma verdadeira satisfação sexual. Na realidade quando um homem não consegue completar um ato sexual por não ter ereção, não é um acontecimento digno de temor, pois é um acontecimento natural. Torna-se " anormal " quando o homem investe muita ansiedade e fica querendo provar para si mesmo que " não falhou ". Isto pode levá-lo a repetição da falha, pois em um próximo contato vai estar ansioso em provar para si mesmo que é capaz. Isto pode aumentar sua ansiedade a ponto de interferir diretamente na ereção e na satisfação. Se você falhou, vá despreocupado para outra atividade e dê maior importância aos jogos preliminares e na troca de carícias, pois isto ajuda a desativar a ansiedade.

Quantos contatos sexuais um homem normal tem por semana?
Existe entre os homens grande preocupação com a quantidade de atividades sexuais, quando o que seria digno de preocupação, deveria ser a qualidade e o prazer obtido, pois isto é que firma um bom relacionamento. Podemos dar uma estatística levantada no Centro de Pesquisas e Estudos do Desenvolvimento da Sexualidade Humana, " alertamos que esta estatística não pretende criar um padrão de normalidade " e sim informar sobre a maioria. Encontramos casais e homens que vivem satisfeitos sexualmente com um contato semanal e outros que mantém satisfatoriamente média de três contatos semanais. Isto nos dá uma mostragem de um a três contatos semanais como o padrão da maioria. 



Questões sobre a ejaculação.


Quanto um homem ejacula em um contato sexual?
A média de ejaculação é de uma colher de sôpa.

Qual é a relação entre quantidade de ejaculação e potência sexual?
Existe uma fantasia originada do período de adolescência, quando o jovem associa ejaculação com a potência. Ejacular mais, nesta fantasia, significa ser mais potente, assim como o ejacular mais longe ou mais forte. Alertamos que o quantum ejaculado nada tem com a potência sexual. A potência é determinada por fatores físiológicos, afetivos e emocionais, que nada tem com a ejaculação.

Qual é a relação entre quantidade ejaculada e fertilidade?
Nenhuma, pois o que determina a fertilidade ou capacidade masculina de gerar um filho é o quantum de espermatozóides contidos na ejaculação. Para se saber sobre a capacidade de fertilidade masculina, o interessado deve procurar seu médico e solicitar um "espermogramo".  Por meio deste exame se realiza a contagem de espermatozóides, sua motilidade, seu tempo de vida, etc., fatores básicos da fertilidade.

Qual é a relação entre quantidade ejaculada e o prazer sexual?
Ejacular " em maior ou menor quantidade " não determina aumento ou diminuição do orgasmo, pois a capacidade orgástica masculina é determinada por aspectos afetivos, emocionais, disposição física ou gráu de tensão do dia, adequação sexual em relação a parceira, etc. Esta questão é muito comum entre os jovens, pois por falta de informação, acabam associando a quantidade, velocidade e força ejaculatória com o prazer sexual. As contrações ejaculatórias são desencadeantes do processo orgástico e não o orgasmo em sí.

Qual é o tempo normal para se ejacular após a penetração?
Não existe um tempo " normal " e sim um tempo " ideal ", este tempo não pode ou deve ser medido pelo " relógio " e sim pelo momento de prazer obtido pelo homem e mulher, integrados na mesma ação. Sem a preocupação de gerar prazer para a parceira, a precipitação ejaculatória ocorre mecanicamente após a penetração e início dos movimentos sexuais, entre o terceiro e sétimo minuto da ação. É a famosa rápidinha! O ideal é que a precipitação ejaculatória ocorra em tempo suficiente para que a parceira também consiga seu orgasmo.

Quantas ejaculações um homem pode ter em uma atividade sexual?
A quantidade de ejaculações em uma experiência sexual é determinada pela condição ou disposição física do dia, pelos fatores emocionais e afetivos, pela disposição psicológica no momento sexual, pela boa integração com a parceira sexual. Pelas nossas pesquisas no Centro de Pesquisas e Estudos do Desenvolvimento da Sexualidade Humana existe uma variação de uma a três ejaculações em uma atividade sexual, que variam conforme fatores já mencionados. Na maioria dos homens a ocorrência é de uma ejaculação em cada experiência, alterando-se exporadicamente para duas ejaculações. Alertamos que este fato é de pouca importância, pois o que determina uma boa integração sexual ou satisfação é o estar bem integrado afetivamente com a parceira, pois uma boa realização sexo-afetiva só é conseguida desta forma.

Após ejacular, qual é o tempo normal para se obter uma nova ereção?
Não existe um tempo " normal ", pois uma nova ereção só é conseguida pelos fatoresmencionados nos itens anteriores. Em sua maioria, os casais encontram satisfação com um contato e após este contato existe um estado de relaxação que de modo geral leva ao desinterêsse de nova experiência. Pelas nossas pesquisas, uma nova ereção pode ocorrer após, mais ou menos, trinta minutos da primeira ejaculação. Uma Segunda ereção é desencadeada principalmente pelas carícias. A capacidade de dar ou receber carícias é a principal determinante de se ter ou não mais de um contato. Alertamos mais uma vez, o mais importante é a " qualidade " e o gráu de " satisfação " obtido na ação sexual e não é a " quantidade " que vai determinar uma boa realização ou integração sexual.

Fonte Internet


Voltar para Miscelânea